Notícias

Extinção do DPVAT é porta para criação de novos produtos


Fonte: CQCS | Carla Boaventura


O site Valor Econômico, através de uma matéria publicada no dia 22/11, informa que a superintendente da Susep, Solange Vieira, acredita que o fim do DPVAT irá abrir espaço para as seguradoras desenvolverem novos produtos para as vítimas de acidentes de trânsito.

“À medida que o DPVAT sai de cena, a gente espera que um produto estruturado pelas seguradoras poderá ser comercializado e vendido a preços menores do que o DPVAT. Uma seguradora já lançou um produto para substituir o DPVAT”, diz.

A superintendente conta ao Valor que esse assunto é estudado desde que ela assumiu a autarquia e que o ideal é focar na proteção ao pedestre. Solange também afirmou que o atual modelo do DPVAT é constantemente vítima de fraudes. Considerando uma indenização média de R$ 10 mil, o valor seria equivalente a 500 mil fraudes.

Solange também explicou que a sociedade recebe apenas 30% do valor arrecadado pelo DPVAT, ou seja, para cada R$ 1,00 pago, apenas R$ 0,30 é destinado ao pagamento das indenizações. O que resta do valor é consumido por tributos indiretos.

Além disso, a executiva pontuou que, se considerarmos que 50% de uma indenização é paga por um intermediário, apenas R$ 0,15 de cada R$ 1 pago pelos cidadãos viram indenização.


« Voltar