Notícias

Aliança do Brasil alcança R$ 1,4 bilhão em prêmios diretos


Fonte:


Fonte: Fonte: Fenaseg



A Companhia de Seguros Aliança do Brasil obteve lucro líquido de R$ 167,8 milhões em 2007. Apesar de não atuar no segmento de planos de acumulação como o VGBL, a seguradora emitiu R$ 1,4 bilhão em prêmios diretos, o que representa um incremento de 7,1% em comparação a 2006, segundo nota divulgada pela empresa. O índice combinado registrado em 2006 foi 88,3%, e no ano passado chegou a 85,7%. Esse indicador revela a relação entre os custos da atividade e o volume de suas receitas. Houve ainda a redução da sinistralidade (de 35,4% para 34,8% em 2007) e queda das despesas administrativas na ordem de 2,4% em relação a 2006.

O resultado financeiro alcançou R$ 57,6 milhões, ante os R$ 99,5 milhões registrados no ano anterior. Segundo a direção da empresa, tal redução é resultado, fundamentalmente, da queda da taxa básica de juros, que remunera parcela significativa dos ativos financeiros. "Independentemente disso, a Aliança do Brasil vem conseguindo manter taxas sustentáveis de crescimento, fruto da consolidação de seus processos de subscrição e regulação, da qualidade dos produtos, do investimento na capacitação dos seus profissionais e da força do canal de vendas. Esses fatores, aliados ao cenário macroeconômico, permitem estarmos otimistas quanto à expectativa de resultados para 2008", informa o presidente da empresa, Jaime Luiz Kalsing.

No ano passado, a empresa atingiu a marca de 9,3 milhões de segurados, comercializou meio milhão de microsseguros dentro do segmento de agricultura familiar, e registrou crescimento de 69% na arrecadação do seguro agrícola, fazendo com que o segmento de produtores rurais hoje represente 1/5 da arrecadação total de prêmios da Companhia.

Balanço Social - Junto com as demonstrações financeiras, a Aliança do Brasil apresenta seu segundo Balanço Social. Em 2007, o Circuito Banco do Brasil Vôlei de Praia foi o primeiro evento esportivo e itinerante a conquistar o selo "Carbon Free", conferido pela entidade Iniciativa Verde - OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público), voltada para a preservação do meio ambiente.

Por meio dela a seguradora conseguiu implantar processo de neutralização de 1.915 toneladas de gases emitidos nas 16 etapas do Circuito Banco do Brasil de Vôlei de Praia. Além disso, outras 915 toneladas foram neutralizadas na razão direta das estimativas de emissão calculadas a partir das atividades cotidianas da seguradora no ano passado, além das 39 toneladas emitidas durante dois eventos corporativos. Isso resultou no plantio de 19.146 árvores em 2007. As árvores plantadas pela companhia equivalem a 20% do total de todos os projetos certificados com o selo Carbon Free pela Iniciativa Verde no ano passado.

A empresa também apoiou o projeto de Fortalecimento da Cadeia Produtiva de Mel no Baixo Vale do Ribeira, localizado na região sul do Estado de São Paulo. A iniciativa é liderada pela Associação dos Apicultores do Vale do Ribeira (APIVALE), entidade sem fins lucrativos que fomenta a apicultura na região, e reúne ações que visam erradicar a fome e a miséria, melhorar a qualidade de vida, promover o desenvolvimento regional sustentável e a preservação da Mata Atlântica do Vale do Ribeira. Com participação ativa da própria comunidade local, a ação envolve famílias de apicultores, agricultores, comunidades indígenas e quilombolas. Foram doadas 100 cisternas no semi-árido de Pernambuco para captação de águas de chuva.

Entre os projetos culturais e educacionais estão o apoio à exposição das obras do Aleijadinho e ao projeto "Ler é Bom, Experimente!".


« Voltar