Notícias

Mulher avança na corretagem


Fonte:


Fonte: Jornal do Commercio


Nos últimos 12 meses, cresceu de três para oito o número de estados em que a força de trabalho das mulheres na corretagem de seguros é maior que a dos homens, segundo dados da Federação Nacional dos Corretores de Seguros (Fenacor). A nova realidade é verificada nas regiões Norte e Nordeste, em Amazonas, Amapá, Rondônia, Roraima, Tocantins, Bahia, Maranhão e Paraíba.

Elas são numericamente maiores no ramo vida e na previdência complementar aberta, situação que já é observada nacionalmente. Elas são no total 13,6 mil, contra o contingente de 12,9 mil homens. Já entre as pessoas autorizadas a operar em todos os ramos de seguros, o domínio é masculino (21,7 mil contra a 6,7 mil). No Brasil, há 20,3 mil mulheres (37% do total) e 34,6 mil homens registrados legalmente como corretor de seguros, somando 54,9 mil profissionais.

AVANÇO. O levantamento da Fenacor mostra ainda que a presença feminina é ascendente, considerando a predominância que desponta nas faixas etárias mais jovens. Entre 25 a 30 anos, elas já são em maior número que eles.

Em mensagem enviada à categoria, pela passagem do Dia Internacional da Mulher, a diretoria da Fenacor deu a fórmula para o sucesso da corretagem feminina: investir na carreira, atualizando e aperfeiçoando conhecimentos e, sempre que possível, treinar os colaboradores e empregados. Para a entidade, seguir esta prescrição é uma questão de sobrevivência profissional.


« Voltar